Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Fifa diz que ex-vice é impreciso em denúncia

A Fifa respondeu à acusação feita pelo ex-vice-presidente da entidade Jack Warner. Ele diz ter recebido os direitos de transmissão da Copa de 1998 por US$ 1 (R$ 1,85) em troca de apoio à candidatura de Joseph Blatter.

Nesta sexta-feira, a entidade que comanda o futebol mundial reconhece ter dado a Warner os direitos do Mundial de 1986, e não do de 1998, ano em que Blatter assumiu a presidência.

Também afirma que cedeu a transmissão por preço irrisório “para dar fonte adicional de rendimentos para o desenvolvimento da União de Futebol do Caribe”. Segundo a Fifa, até 1998 os direitos para a região não tinham valor comercial para ela.

A entidade diz que, em 2001, Warner contou ter negociado os direitos da Copa com o grupo Kirch Media, após a falência da ISL.

Depois, teria revendido a licença para transmissão para o Caribe também “para desenvolver o futebol na área”.

Antes de deixar a Concacaf (confederação das Américas do Norte e Central e do Caribe), o dirigente tinha direitos do Mundial até 2014.

Warner, ex-aliado de Blatter que passou a apoiar Mohamed bin Hammam contra o presidente da Fifa em junho, fez a acusação contra o desafeto no mês passado.

Bin Hammam e Warner foram suspensos da Fifa três dias antes da eleição presidencial, e Blatter foi reeleito sem ter um concorrente.

Shirley Bahadur-2.jun.11/Associated Press
Jack Warner dá entrevista coletiva em Trinidad and Tobago
Jack Warner dá entrevista coletiva em Trinidad and Tobago

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *