Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Funcionários do Santuário de Aparecida ameaçam fazer greve

Às vésperas do feriado de Nossa Senhora Aparecida, funcionários do Santuário Nacional podem iniciar uma inédita greve no local.

Aparecida (180 km de São Paulo) espera receber cerca de 500 mil romeiros nas festividades, que vão até quarta-feira.

A decisão sobre a paralisação acontece hoje, em assembleia convocada pelo Sindeturh (Sindicato dos Empregados em Turismo e Hospitalidade de São José dos Campos).

Se a greve for confirmada, serão afetados os serviços de limpeza, manutenção e apoio aos romeiros, entre outros.

  Pierre Duarte – 12.out.2010/Folhapress  
Romeiros lotam a passarela que liga o santuário de Aparecida à a antiga igreja, no dia da festa da padroeira do Brasil
Romeiros lotam a passarela que liga o santuário de Aparecida à a antiga igreja, no dia da festa da padroeira

Segundo o Santuário, há 1.330 funcionários no local; o sindicato, porém, afirma que são 600.

O sindicato diz que o Santuário não cumpre decisão da Justiça que determinou o pagamento de vale-refeição retroativo aos funcionários.

De acordo com o sindicato, o benefício não foi concedido entre 2006 e 2009. Jamil Assad Júnior, da diretoria do sindicato, calcula que o Santuário deva R$ 9 milhões aos funcionários.

O Santuário afirmou, por meio de nota, que, no dia 29, depositou em juízo o valor da dívida. O sindicato diz que não foi notificado.

O Santuário disse ainda que há mais de um ano tenta entrar em acordo com o sindicato e que a falta de representatividade dele sobre a categoria poderá ser constatada na assembleia.

 

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *