Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Homem é multado por dirigir com cão amarrado ao carro em SP

Um homem foi autuado em R$ 1.500 após dirigir com o cachorro amarrado do lado de fora de seu carro em Jaboticabal (342 km de SP).

De acordo com a Polícia Ambiental da cidade, o caso aconteceu no sábado (31), mas só chegou ao conhecimento da polícia na terça-feira (3), por meio de denúncias anônimas.

O soldado Rudney Gonçalves disse que os policiais foram até a casa do suspeito, que confessou ter amarrado o cachorro do lado de fora do carro. Ele foi enquadrado na lei de crimes ambientais por maus-tratos e crueldade contra animais.

Segundo Gonçalves, o suspeito disse à polícia que foi mordido pelo cão e que o amarrou para levá-lo ao canil municipal –a medida foi tomada porque o cão é muito bravo. De acordo com o soldado, ele disse que dirigiu devagar para não arrastar o animal.

O cachorro, sem raça definida, foi examinado por veterinários do Centro de Controle de Zoonoses de Jaboticabal, que não encontraram escoriações.

Gonçalves disse que, quando a polícia chegou à casa do homem, o cão estava mancando, mas a lesão pode ter sido causada pela corrida forçada. “Só isso já configura maus-tratos e crueldade”, disse.

A polícia não divulgou o nome do acusado. O caso será encaminhado à delegacia para apurar as responsabilidades criminais. Ele tem 20 dias para recorrer da multa administrativa.

LOBO

Em novembro passado, um rottweiler foi arrastado preso ao carro do dono por vários quarteirões, em Piracicaba (160 km de São Paulo).

O cão Lobo, que teve uma pata amputada logo após o caso, ficou internado em uma clínica, mas morreu semanas depois.

A morte de Lobo impulsionou uma campanha na internet para pedir maior punição contra maus-tratos aos animais, e um grupo chegou a entregar uma petição pública a parlamentares em Brasília.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *