Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Indefinido, Palmeiras se apega ao Estadual


Campeonato Paulista 2012

Em tempos de vacas magras, o Campeonato Paulista tem peso de Libertadores. Contra o Bragantino, no interior, o Palmeiras estreia neste domingo na competição estadual, que lhe rendeu seu último título, em 2008, e evitou que a sofrida temporada de 2011 tivesse sido ainda pior.

Foi no Estadual do ano passado que o time de Luiz Felipe Scolari –de fora do jogo deste domingo, suspenso–, embalou e teve seu melhor momento. Acabou eliminado nos pênaltis pelo Corinthians nas semifinais e deixou a competição com aproveitamento de 71,4% dos pontos.

Desempenho acima do que conquistou no resto do ano: 56,5%. No Estadual, só perdeu duas vezes. Depois foram mais 12 derrotas, eliminações na Copa do Brasil, no Brasileiro e na Sul-Americana.

Rubens Cavallari/Folhapress
O técnico Scolari comanda treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol
O técnico Scolari comanda treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol

“Esperamos de imediato ter uma resposta e, se possível, um bom desempenho”, disse Flávio Murtosa, braço direito de Scolari que estará no banco de reservas neste domingo e nas próximas duas partidas.

Mais do que começar bem o campeonato, normalmente desprezado pelos times grandes, o Palmeiras vê no Paulista a chance de acalmar os ânimos de todos: desde os torcedores, que começaram o ano em protestos, até sua diretoria, que vive em guerra.

No primeiro jogo do ano, contra o Ajax (vitória por 1 a 0), Scolari falou pela primeira –e única– vez na temporada. E disparou contra a diretoria, que não conseguiu atender as necessidades do time em relação a reforços.

Justamente pela falta de títulos, a crise que infernizou sua vida em 2011 e a ausência na Libertadores –pelo terceiro ano seguido– é que o Palmeiras enxerga o Estadual como sua prioridade.

Afinal, o time só estreia na Copa do Brasil no dia 14 de março. A expectativa de Scolari e de toda a diretoria é que, até lá, o time esteja embalado e pronto para tentar vencer novamente uma competição de porte nacional.

Tempo suficiente também para que os outros reforços possam se adaptar. Daniel Carvalho, meia, chegou acima do peso. O zagueiro Román também corre para se adaptar. E o atacante Barcos ainda será apresentado.

Período para a diretoria encontrar um novo patrocinador para sua camisa –este domingo deve ser a última partida com a Fiat estampada. O Campeonato Paulista também será um laboratório para o gol palmeirense, historicamente bem representado.

Com a aposentadoria de Marcos, que estava na meta havia duas décadas, abre-se brecha para uma nova disputa. Deola, teoricamente, é o substituto, já que jogou a maior parte do ano passado.

Mas para o jogo deste domingo ele está suspenso, abrindo espaço para Bruno que, admite, ainda sonha com a titularidade.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *