Willames Costa

Compromisso com a informação

Destaque

Ipea estima que indústria tenha crescido 0,7% em novembro

O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) estima que a indústria tenha crescido 0,7% em novembro na comparação com outubro –mês no qual o setor registrou queda de 0,6% ante setembro, na terceira retração consecutiva, segundo o IBGE.

A projeção do Ipea, órgão ligado à Presidência da República, foi feita com base em indicadores que sinalizam antecipadamente a atividade da indústria, como o consumo de energia, as vendas de veículos e papelão ondulado (embalagens), o movimento de carga nas estradas, o índice de confiança de empresários de uso de capacidade instalada das indústrias.

Em outubro, o índice do Banco Central que tenta prever o desempenho do PIB apontou queda de 0,3%.

Para Roberto Messenberg, coordenador do Grupo de Análises e Previsões do Ipea, o resultado da indústria, se confirmado, deve ter pouco impacto no PIB do quarto trimestre, que sofre com uma elevada base de comparação com o mesmo período de 2010.

Se o PIB ficar estável no quarto trimestre ante o terceiro trimestre (que também apontou estagnação), o crescimento anual será de 2,8%, projeta o Ipea. Para chegar a 3%, é preciso de um crescimento de 0,5% na comparação com o terceiro trimestre.

Messenberg elogiou, porém, a atuação do Banco Central ao voltar a reduzir a taxa de juros e adotar outras medidas para regular o crédito e o fluxo de capitais –por meio do IOF. Segundo ele, o BC se mostrou “politicamente independente” e deixou de lado a “obsessão” pelo centro da meta de inflação– de 5,5% neste ano. “A inflação deixou de ser um fim em si mesmo.”

A expectativa do mercado é que o IPCA, índice de referência para o sistema de metas de inflação, fique em torno de 6,5% neste ano.

Para Júlia Braga, economista do Ipea, o país já vive “um processo de desinflação” por conta da queda dos preços das commodities e dos combustíveis em nível mundial, tendência que deve se manter em 2012. A expectativa, diz, é de uma redução de um ponto percentual na inflação de 2012. O Ipea, porém, não fechou ainda suas previsões para o PIB e a inflação em 2012.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Profissionais de Petrolina ligados ao turismo terão a oportunidade de se qualificar sem saírem da região. Será lançado daqui a pouco, a partir das 10h, o Programa de Qualificação para o Desenvolvimento do Turismo (Qualitur). A iniciativa oferecerá diversos tipos de capacitações, como qualidade de serviços de atendimento ao turista, marketing de serviços, atendimento ao cliente, artesanato, associativismo, gestão financeira, elaboração de projetos para captação de recursos, entre outros. O lançamento será no gabinete do prefeito Júlio Lóssio (PMDB). O Qualitur tem como objetivo promover a qualificação dos profissionais que atendem ao turista na cidade, preparando-os para oferecer melhores serviços de recepção em bares, restaurantes e hotéis. O projeto-piloto do Qualitur foi desenvolvido para 20 guardas municipais e agora será ampliado para todos os profissionais envolvidos no setor. Taxistas, mototaxistas, motoristas de ônibus, motoristas de transporte alternativo, cobrador, fiscais, barqueiros, recepcionistas, garçons, camareiras, artesãos estão entre as categorias que irão ser beneficiadas com as capacitações. Os cursos também serão voltados aos permissionários do Balneário das Pedrinhas e moradores da Ilha do Massangano. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas na Secretaria de Turismo, localizada no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, área central da cidade. O programa será realizado em parceria com o Sebrae/Unidade Sertão do São Francisco e contará com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Eventos, Secretaria de Segurança Cidadã, Facape, Sest/Senat, Incra, Embrapa, Conselho Municipal de Turismo, associações, sindicatos e o trade turístico. As informações são da assessoria.