Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Manifestação reúne centenas de líbios contra perdão a gaddafistas

Quase 200 pessoas protestaram nesta segunda-feira em Benghazi, no leste da Líbia, contra o CNT (Conselho Nacional de Transição) e seu presidente, Mustafa Abdeljalil, que se declarou disposto a perdoar aos combatentes que eram leais ao ex-ditador Muammar Gaddafi.

“O CNT tem que renunciar”, “Abdeljalil tem que sair”, gritavam em coro os manifestantes da praça no centro de Benghazi, onde aconteceram as primeiras manifestações contra Gaddafi no dia 15 de fevereiro.

Abdullah Doma/France Presse
Centenas de líbios protestam contra perdão a gaddafistas em Benghazi
Centenas de líbios protestam contra perdão a gaddafistas em Benghazi

“O regime não mudou. São os mesmos que oprimem e marginalizam as cidades”, declarou Tahani Sharif, uma advogada de Benghazi. “Abdeljalil nos pede que perdoemos os combatentes de Gaddafi. Diria o mesmo se tivessem matado ou ferido um filho durante a revolução?”.

Abdeljalil afirmou no sábado que as novas autoridades líbias estavam dispostas a perdoar os membros das forças de Gaddafi que lutaram contra os rebeldes opositores ao antigo regime.

“Somos capazes de perdoar e tolerar, somos capazes de integrar nossos irmãos que combateram os revolucionários”, disse. “A tolerância e a reconciliação são princípios muçulmanos”.

DA FRANCE PRESSE

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *