Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Mantega deve ir ao Senado em março, diz presidente de comissão

Assessoria informou que senador Delcídio Amaral (PT-MS) fará convite.
Líder do PSDB diz que fará perguntas sobre denúncias na Casa da Moeda.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, deve comparecer no dia 14 de março à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado para falar sobre a situação econômica do país, informou a assessoria do presidente da comissão, Delcício Amaral (PT-MS).

A ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, também confirmou que o ministro deve comparecer ao Congresso. O convite para que Mantega fale sobre economia na CAE será feito por Delcídio Amaral.

Desde o início do mês, a oposição tenta convidar o ministro a prestar esclarecimentos no Senado sobre irregularidades na Casa da Moeda.

O líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR), afirmou que aproveitará a ida de Mantega à Comissão de Assuntos Econômicos para questioná-lo sobre as denúncias de corrupção que resultaram na demissão do presidente da empresa pública, Luiz Denucci.

O presidente da Casa da Moeda foi demitido no fim de janeiro pela presidente Dilma Rousseff. Logo após, surgiram informações, divulgadas pelo jornal “Folha de S.Paulo”, de que Denucci seria suspeito de receber propina de fornecedores do órgão por meio de duas empresas no exterior. Ao jornal, ele atribui a denúncia a uma briga partidária dentro do PTB, que indicou seu nome.

Mantega teria sido informado das suspeitas de irregularidades em agosto de 2011, mas só teria tomado a providência de demitir o presidente da Casa da Moeda quando soube que o caso seria publicado no jornal. O ministro participou nesta terça de reunião do Conselho Político do governo, no Palácio do Planalto, mas, embora perguntado, não quis falar sobre o assunto.

Reunião adiada
Por falta de quorum, foi cancelada a reunião desta terça (14) da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado em que seria votado requerimento de convite para que Mantega preste esclarecimentos sobre as denúncias na Casa da Moeda.

Líderes de partidos da base aliada estavam em reunião com a presidente Dilma Rousseff e não compareceram à comissão. Os demais senadores da base aliada que compõem a CAE foram orientados a não assinar presença para garantir o adiamento da reunião. Com isso, o requerimento de convite a Mantega só será apreciado após o carnaval, no dia 28 de fevereiro.

Álvaro Dias afirmou que não vai retirar o pedido de convite a Mantega mesmo que o ministro seja chamado por Delcídio Amaral para comparecer ao Senado para falar sobre o cenário econômico do Brasil.

Do G1, em Brasília

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *