Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Menino de 11 anos é morto pela GCM em perseguição

Uma perseguição da GCM (Guarda Civil Metropolitana) acabou com a morte de um menino de 11 anos na madrugada deste domingo (26), em Cidade Tiradentes, extremo Leste da capital paulista.

O menino e mais dois companheiros teriam cometido furtos e fugiam num Chevette. Uma viatura da GCM com três guardas foi avisada por um dos homens que foi roubado e partiu em perseguição.

O carro onde estava o menino não teria obedecido à ordem de parada e um dos guardas atirou quatro vezes contra o veículo. Os tiros acertaram o vidro traseiro e um dos pneus, além de atingir o menor. Os outros dois ocupantes conseguiram fugir.

Em menos de um mês este é segundo caso de um menor assassinado em confronto com forças de segurança em São Paulo. Na outra ocorrência, em 2 de junho, o menino Italo, de 10 anos, foi morto por policiais militares depois de roubar um carro importado na região da Vila Andrade, Zona Sul.

O caso do menino Italo, que teria regido a tiros à abordagem policial, ganhou repercussão nacional. Com uma década de vida, o menino já tinha se envolvido em outras ocorrências policiais e tinha várias passagens pelo Conselho Tutelar e por unidades de assistência social da capital.

Já o menino de 11 anos que morreu na madrugada de ontem, segundo depoimento de sua mãe na delegacia nasceu na Bahia e era usuário de drogas.

O caso será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), da Polícia Civil.

Em nota, a  Prefeitura de São Paulo disse que foi informada do “incidente” envolvendo os GCMs pela Secretaria de Segurança Urbana. “Imediatamente ordenou apuração rigorosa do ocorrido e afastamento dos agentes da Guarda Civil Metropolitana envolvidos, até que se esclareçam os fatos”, afirmou.

Fonte: Diário de S. Paulo

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *