Willames Costa

Compromisso com a informação

Educação

Mercadante fecha lista com ocupantes de cargos no MEC

O novo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, definiu todos os nomes que vão ocupar os principais cargos do ministério durante a sua gestão.

A Folha teve acesso à relação dos seis secretários e das presidências dos órgãos ligados ao MEC. Todos os novos ocupantes do cargo deverão ser anunciados na tarde desta terça-feira.

Mercadante decidiu manter cinco pessoas de confiança do ex-ministro Fernando Haddad, sendo que apenas uma delas vai mudar o cargo que ocupava.

Luiz Cláudio Costa foi confirmado nesta terça-feira como o novo presidente do Inep, órgão responsável pela realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Ele substitui Malvina Tuttman, que já havia anunciado sua saída no segundo dia da gestão Mercadante.

“É um dos órgãos mais estratégicos do país, porque faz toda a avaliação educacional em todos os níveis, portanto oferece subsídio para as políticas públicas. Precisamos cada vez mais estar potencializando tanto os dados quanto a análise desses dados”, disse Costa que prometeu para “breve” um plano de trabalho, incluindo ações relacionadas ao Enem.

Costa é o único integrante da gestão Haddad que vai mudar de cargo. Até então ele era o secretário de Educação Superior do MEC.

Os outros nomes da gestão anterior que vão manter seus cargos são os secretários Luís Fernando Massonetto (Regulação e Supervisão da Educação Superior) e Cláudia Dutra (Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão).

Além deles, permanecem os presidentes do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), José Carlos Dias de Freitas, e da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Jorge Almeida Guimarães.

Em relação aos novos integrantes, o ex-reitor da Universidade Federal de Pernambuco e ex-presidente da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior) Amaro Lins vai ser o secretário de Educação Superior.

César Callegari, membro do (CNE) Conselho Nacional de Educação, vai ser o secretário de Educação Básica, em substituição a Maria do Pilar Lacerda.

O ex-governador do Acre Binho Marques (PT) será o secretário de Articulação com os Sistemas de Ensino. Ele substitui o também petista Carlos Abicalil.

Na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, assume o ex-secretário de Ciência e Tecnologia para a Inclusão Social, do Ministério da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio de Oliveira – que atuou com Mercadante nessa pasta.

O PRIMEIRO ESCALÃO DO MEC

Os que permanecem:

Presidência do Inep, órgão responsável pelo Enem – Luiz Cláudio Costa (era secretário de Educação Superior).
Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior – Luís Fernando Massonetto
Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão – Cláudia Dutra
FNDE – José Carlos Dias de Freitas
Capes – Jorge Almeida Guimarães

Os novos nomes no MEC:

Secretaria de Educação Básica – César Callegari
Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino – Binho Marques
Secretaria de Educação Superior – Amaro Lins
Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica – Marco Antonio de Oliveira

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *