Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Negromonte diz não estar preocupado com reforma ministerial

Após uma audiência-relâmpago no Senado, o ministro das Cidades, Mario Negromonte (PP), afirmou que não está “preocupado” com a reforma ministerial da presidente Dilma Rousseff, prevista para janeiro.

“Você quer saber? Eu não estou preocupado em sair nem em ficar. Estou preocupado em fazer um bom papel e isso estou fazendo”, disse.

‘A idade de mentir já passou’, diz Negromonte ao explicar denúncias

O ministro afirmou a jornalistas que Dilma nunca o chamou para conversar sobre a reforma ministerial. “Você vai entrevistar a presidenta Dilma. Você procura ela e conversa com ela.”

Pressionado por uma ala do PP na Câmara e sem poder atualmente na pasta, Negromonte é um dos ministros cotados para deixar o governo na mudança prevista para o começo de 2012.

O ministro prestou esclarecimentos durante uma hora em uma comissão do Senado sobre denúncias envolvendo a sua gestão nas Cidades. Negromonte disse que o depoimento foi rápido porque suas explicações foram sinceras.

Ele negou irregularidades no processo de mudança do modal de transporte de Cuiabá, uma das sedes da Copa de 2014. O ministério instaurou uma sindicância para apurar se houve erro na substituição de um parecer técnico favorável ao BRT (ônibus em corredores exclusivos) por outro defendendo o veículo leve sobre trilhos, o que encareceu o projeto. Negromonte afirmou que só soube da alteração dos pareceres pela imprensa.

Durante a audiência, o ministro recebeu o apoio do presidente do PP, senador Francisco Dornelles (RJ), e Walter Pinheiro (BA).

“É um exagero de denuncismo e pré-julgamento”, criticou Pinheiro.

Ele recebeu também a visita do ministro da Pesca, Luiz Sérgio, que participou de audiência sobre a pesca no Senado.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *