Willames Costa

Compromisso com a informação

Destaque Nacional Política

Novos ministros de Dilma apontam prioridades de suas pastas

Os três novos ministros das pastas de Agricultura, Trabalho e Aviação Civil falaram neste sábado (16), após cerimônia de posse no Palácio do Planalto, sobre as prioridades de suas gestões.

Agricultura
O novo ministro da Agricultura, Antônio Andrade, afirmou que pretende trabalhar em parceria com o Ministério dos Transportes para solucionar o que ele considera um dos principais gargalos para produção agropecuária no país, a dificuldade de transporte de mercadorias. Ele foi empossado no lugar de Mendes Ribeiro (PMDB-RS).

“Não tenho dúvida nenhuma que o grande centro de produção do nosso país está um pouco distanciado do centro de consumo. Você verifica que o Mato Grosso, que hoje é um grande produtor, está distante dos grandes centros consumidores. E distanciado também dos centros de exportação, os portos. Precisamos melhorar a infraestrutura”, disse Andrade.

Os novos ministros Moreira Franco, Antônio Andrade e Manoel Dias em rápida cerimônia de posse (Foto: Roberto Stuckert Filho / Presidência)
Os novos ministros Moreira Franco, Antônio Andrade e Manoel Dias em rápida cerimônia de posse (Foto: Roberto Stuckert Filho / Presidência)

Andrade afirmou que a pasta continuará trabalhando para manter a balança comercial do país positiva, com a garantia de exportação. “Sempre foi o produtor rural, o agronegócio, que deu respostas sempre positivas, através do café, da soja, do milho, como grande exportador ”, declarou.

Em seis, sete anos, tivemos uma pressão sobre os serviços que nos impõe um esforço enorme de melhorar a qualidade”
Moreira Franco, novo ministro da Aviação Civil

Aviação Civil
O novo ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco (PMDB-RJ), disse que fará um “esforço grande” para melhorar a qualidade dos aeroportos brasileiros. Ele era ministro de Assuntos Estratégicos e assumiu a pasta em substituição a Wagner Bittencourt.

Segundo Moreira Franco, o desafio do setor aeroportuário brasileiro vai além de atender os três grandes eventos que o Brasil sediará em breve, a Jornada Mundial da Juventude, em julho deste ano, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

“Nós temos de 36 a 40 milhões de brasileiros que, em função da mobilidade social dos últimos anos, chegaram ao mercado de consumo e passaram a integrar o sistema, isso num prazo extremamente reduzido. Em seis, sete anos, tivemos uma pressão sobre os serviços que nos impõe um esforço enorme de melhorar a qualidade”, afirmou o novo ministro.

Franco disse que sua indicação para a Secretaria de Aviação Civil foi negociada pelo vice-presidente Michel Temer, presidente licenciado do PMDB e que o “conjunto do partido se sente representado” com o cargo. Sua pasta anterior, a Secretaria de Assuntos Estratégicos, será chefiada interinamente pelo secretário-executivo Roger Leal, segundo informou o Palácio do Planalto.

Vamos fazer um grande plano de transformar a ponta do Ministério do Trabalho em um órgão de referência, informatizado, moderno, onde o trabalhador se sinta confortável, bem atendido”
Manoel Dias, ministro do Trabalho

Trabalho
O novo ministro do Trabalho, Manoel Dias, disse não ver dificuldades na pasta e prometeu “trabalhar incansavelmente” para “acompanhar o projeto da presidenta Dilma”. “Não tem dificuldades. As dificuldades são decorrentes da cabeça de cada um”, afirmou.

Manoel Dias substitui o também pedetistaBrizola Neto (RJ). “A tarefa é fazer muita coisa, trabalhar, zelar pelo bem público. Vamos fazer um grande plano de transformar a ponta do Ministério do Trabalho em um órgão de referência, informatizado, moderno, onde o trabalhador se sinta confortável, bem atendido”, prometeu Dias.

Manoel Dias é o terceiro ministro do Trabalho de Dilma, todos do PDT. Ao assumir a Presidência em janeiro de 2011, a presidente manteve Lupi na pasta, onde estava desde 2007, ainda no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em dezembro de 2011, pediu exoneração alegando “perseguição política e pessoal da mídia”. Em abril de 2012, Brizola Neto assumiu o ministério.

Fonte: Do G1

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *