Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil Destaque

Número de mortos em Sapucaia (RJ) sobe para oito

Subiu para o oito o número de mortos no distrito de Jamapará, em Sapucaia (RJ), na divisa com Minas Gerais. Segundo levantamento da Defesa Civil, ao menos 20 pessoas permanecem desaparecidas.

Veja mais fotos de Sapucaia
Leia mais notícias sobre as chuvas
Governo anuncia força de especialistas para monitorar desastres
Deslizamentos de terra atingem casas em Ouro Preto
Situação é normalizada em distrito onde dique rompeu
Mais um dique rompe no Rio e 900 devem deixar casas

Sete pessoas morreram em uma deslizamento que deixou ao menos oito casas soterradas, entre eles uma família que se abrigou em um Fusca ao perceber a gravidade da chuva. Outra pessoa morreu quando a casa em que estava, em outra área do distrito, desabou.

Com 4 km de extensão e cerca de 300 metros de largura, Jamapará está localizada inteiramente em uma encosta do rio Paraíba do Sul e sofre com frequência com deslizamentos.

Segundo Marco Antônio Teixeira, coordenador da Defesa Civil do município, os bombeiros têm dificuldades para acessar o local, devido a quedas de barreiras em ruas e estradas.

“Vamos prosseguir as buscas até à noite. Trabalhamos com máquinas capazes de resistir a chuva”, explicou Teixeira.

Com as mortes registradas em Sapucaia, sobe para dez o total de óbitos provocados pelas chuvas no Estado do Rio. Outras duas mortes já tinham sido confirmadas em Laje de Muriaé e outra em Paty do Alferes.

  Alex Oliveira/Folha Popular  
Deslizamentos de terra provocaram a morte de oito pessoas no distrito de Jamapará, em Sapucaia (RJ)
Deslizamentos de terra provocaram a morte de oito pessoas no distrito de Jamapará, em Sapucaia (RJ)

DIQUE

Já na cidade de Cardoso Moreira (RJ), um dique se rompeu ontem (8) devido à cheia do rio Muriaé. A situação, no entanto, já está normalizada no distrito de Outeiro, segundo a Defesa Civil. Informações apontam que mais de 40 famílias foram atingidas.

Um outro dique também já tinha rompido na semana passada, em Campos (RJ). O bairro Três Vendas foi atingido e cerca de 500 famílias foram removidas. A região ainda está tomada pela água.

De acordo com a Secretaria de Defesa Civil do Rio, até a noite de ontem, 10.759 pessoas estavam desalojadas e 3.980 desabrigadas em todo o Estado por conta das chuvas. Itaperuna, Italva e Laje do Muriaé foram os municípios que apresentaram o maior índice de chuvas –um acumulado de 100mm em 24 horas.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *