Willames Costa

Compromisso com a informação

Destaque Pernambuco Política Regional

O poder das palavras

Uma análise de discurso de Eduardo Campos na construção de seu projeto rumo à Presidência da República-Foto Diário de Pernambuco
Uma análise de discurso de Eduardo Campos na construção de seu projeto rumo à Presidência da República-Foto Diário de Pernambuco

Em público, ninguém ouviu o governador Eduardo Campos (PSB) declarar que  será candidato à Presidência da República em 2014. Mas as palavras ditas pelo líder socialista apontam para um projeto nacional que muitos acreditam ser irreversível. Nos últimos meses, ele endureceu o tom das críticas contra o desaquecimento da economia. Não cita o nome da presidente Dilma Rousseff (PT), mas tem se referido diretamente aos anos de 2011 e 2012, período em que o comando do país passou para as mãos da petista.

Para desvendar as entrelinhas dos discursos mais recentes do governador, o Diario ouviu especialistas na área de linguística das universidades federais de Pernambuco e da Paraíba. Eles analisaram depoimentos feitos em eventos administrativos, organizados pelo governo estadual, e em solenidade promovida por empresários. Momentos em que Eduardo enalteceu o modelo de gestão implantado pelo PSB em Pernambuco, desde 2007, e ressaltou o desenvolvimento do estado, apesar da crise financeira instalada no Brasil e no mundo.

A análise foi feita com base em três discursos proferidos por Eduardo Campos neste ano. O primeiro durante a inauguração de um conjunto habitacional em Timbaúba, na zona da Mata Norte, em 20 de fevereiro. O segundo no encontro com os servidores estaduais em 1º de março e o terceiro na apresentação do projeto Northville em Goiana no dia 4 de março.

Os discursos foram transformados em nuvens de palavras. Estas demonstram, de maneira visual, a frequência de ocorrência das palavras no discurso do governador: quanto maior o número de vezes que a palavra foi dita, maior é a fonte usada para exibir essa palavra.

Confira as nuvens abaixo: 

Inauguração de um conjunto habitacional em Timbaúba em 20 de fevereiro de 2013
Inauguração de um conjunto habitacional em Timbaúba em 20 de fevereiro de 2013

Nos eventos que contam com a presença das pessoas diretamente beneficiadas com a ação do governo, Eduardo Campos tem massificado o discurso de que o gestor público precisa trabalhar em sintonia com as necessidades de quem mais precisa. Tem enfatizado que, na sua gestão, existe a preocupação de investir em programas que afetam diretamente o dia a dia da população. Segundo ele, um trabalho feito com empenho para driblar a crise instalada no Brasil e no mundo. Eduardo procura passar também a mensagem de que as mudanças acontecem a partir de uma nova visão de desenvolvimento.

Encontro com os servidores estaduais em 1º de março de 2013
Encontro com os servidores estaduais em 1º de março de 2013

Eduardo Campos costuma destacar em seus discursos o modelo de gestão implantado no governo estadual desde 2007. A fórmula é baseada na definição de estratégias e no cumprimento de metas. Segundo o governador, os resultados aparecerem e são fruto desse planejamento e engajamento da equipe com os objetivos que o governo pretende alcançar junto à população. Ao falar para os servidores e auxiliares mais próximos, afirma sempre que para ganhar o ano seguinte é preciso consolidar o ano anterior. Nas últimas declarações, Eduardo tem repetido que para ganhar 2014 é preciso ganhar 2013.

Apresentação do projeto Northville em Goiana em 4 de março de 2013
Apresentação do projeto Northville em Goiana em 4 de março de 2013

Quando o público-alvo envolve o setor do empreendedorismo, o governo concentra suas palavras no desenvolvimento, nos caminhos que o Brasil ainda precisa percorrer para acabar com as desigualdades sociais em todas as regiões do país, principalmente no Nordeste. Reconhece os méritos dos projetos implementados nas últimas décadas que, na sua avaliação, ajudaram a criar oportunidades para os mais necessitados. Mas tem sido enfático quando ressalta o desaquecimento da economia nos últimos dois anos. Deixa evidente que o estado tem investido em políticas públicas que estão ajudando a melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Fonte: Do Diário de Pernambuco Online

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *