Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Oito morrem após ingerir medicamento manipulado em MG

O consumo de um medicamento manipulado pode ter causado a morte de pelo menos oito pessoas na região de Teófilo Otoni (446 km de Belo Horizonte). A última vítima é uma jovem de 22 anos, que morreu na madrugada de domingo (11), segundo a Secretaria Estadual de Saúde.

A secretaria suspeita que todas ingeriram cápsulas de Secnidazol 500 mg produzidas pela farmácia de manipulação Fórmula Pharma. O medicamento é usado para combater parasitas, vendido sob prescrição médica.

Outras 11 pessoas podem ter utilizado o medicamento, conforme a secretaria, com base em documentos encontrados durante inspeção na farmácia.

Amostras do produto ainda estão sendo analisadas. A secretaria investiga se a fórmula usou anti-hipertensivo ou se ocorreu contaminação cruzada –por outro medicamento manipulado na mesma data.

No início do mês, as secretarias estadual e municipal de Saúde determinaram que a farmácia deixasse de manipular e vender os medicamentos. Técnicos das secretarias constataram no sábado (10), porém, que o estabelecimento não cumpria a medida. O local foi interditado.

O primeiro caso foi registrado em 30 de novembro, quando um casal foi internado após ingerir cápsulas de Secnidazol. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso.

Entre os sintomas de intoxicação medicamentosa, estão hipotensão (queda da pressão arterial), bradicardia (batimento cardíaco reduzido), dor no peito e marcas roxas na pele.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *