Willames Costa

Compromisso com a informação

Educação

Onze pessoas são detidas por fraude em vestibular em Maringá (PR)

Onze candidatos que faziam vestibular para o curso de medicina do Cesumar (Centro Universitário de Maringá) foram presos em flagrante, neste domingo (29), por suspeita de fraude. Eles tinham pontos eletrônicos e aparelhos de celular escondidos e presos às roupas.

O grupo foi flagrado quando um deles foi ao banheiro, por volta das 15h –a prova começou às 14h. Um detector de metais identificou o aparelho de celular, que estava colado no corpo do candidato.

A partir daí, fiscais com detectores de metal passaram um “pente-fino” por todas as salas. Outras dez pessoas, com celulares e pontos eletrônicos escondidos nos bolsos das calças ou sob a lingerie, foram flagradas.

De acordo com a Polícia Civil de Maringá, cinco foram liberados após pagarem fiança de R$ 2.000 e o resto continua detido na delegacia. Entre os candidatos, havia estudantes dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Em depoimento, os estudantes disseram que foram abordados em frente a hotéis e na rodoviária de Maringá, por pessoas que ofereciam o gabarito. A polícia investiga quem eram os responsáveis pela fraude.

Este era o primeiro vestibular para o curso de medicina do Cesumar, que foi autorizado em novembro. As provas, que foram realizadas apenas ontem, eram somente para os concorrentes de medicina.

As 100 vagas eram disputadas por 2.421 candidatos –uma concorrência de 24,21 candidatos por vaga. A mensalidade do curso custa R$ 4.400.

O Cesumar informou que, como a fraude foi identificada a tempo, antes de as provas terminarem, o vestibular não foi cancelado. O resultado do processo seletivo sai no dia 6 de fevereiro.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *