Willames Costa

Compromisso com a informação

Goiás

Padrasto é acusado de estuprar deficiente em Senador Canedo

Angélica Queiroz
Foi preso na noite de quinta-feira (29) Raul Dias da Silva, acusado de estuprar a enteada de 20 anos, que não fala, não ouve e tem deficiências física e intelectual, no Jardim das Oliveiras, em Senador Canedo, a 12 km de Goiânia. A denúncia foi feita pela mãe e uma irmã da vítima – também enteada do acusado – que, suspeitando das agressões, colocaram uma câmera escondida no quarto e filmaram o abuso. O vídeo mostra detalhes do ato no qual o suspeito permaneceu no quarto com a enteada por cerca de uma hora.
A deficiente foi encaminhada para o Instituto Médico  Legal (IML) onde passou por exame de corpo de delito. A delegada Cybelle Tristão, que investiga o caso, disse que não há dúvidas sobre o crime e que ficou chocada com o que viu. Apesar dos indícios, o homem negou as acusações e afirmou, em depoimento na manhã de ontem, que o vídeo seria uma montagem da mulher, que teria a intenção de se separar dele, o que foi negado por ela.
O acusado foi preso logo depois de supostamente ter estuprado a vítima, no Bar do Raul, do qual é dono. As investigações apontam que os abusos tenham começado há cerca de duas semanas e que o padrasto aproveitava a saída da família para os atos. A irmã da vítima afirmou, em depoimento, que ela e a mãe ficaram surpresas porque o padrasto nunca tentou nada com elas. O suspeito, que já tem passagem por porte ilegal de arma, está detido no Presídio de Senador Canedo e o caso deve ser investigado pela Delegacia da Mulher de Senador Canedo.

Com ohoje.com.br

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *