Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Palmeiras já estuda substituto para Felipão

SPFW 2012A diretoria do Palmeiras trabalha com nomes para substituir Luiz Felipe Scolari. O contrato de Felipão vence em dezembro deste ano, e o clube pretende se antecipar a uma provável não renovação.

O treinador tem o desejo de voltar a trabalhar em uma seleção no ano que vem, como publicou ontem o Painel FC da Folha.

Não é descartado também que o acordo seja encerrado antes, caso o time fracasse no Paulista e na Copa do Brasil.

A multa de rescisão teve valor reduzido e não é o principal entrave, apurou a Folha com membros da direção palmeirense. O problema é o fato de os preferidos para a vaga estarem empregados.

O presidente Arnaldo Tirone gosta de Dorival Jr., do Internacional. Paulo Roberto Falcão, do Bahia, foi sugerido por membro do conselho.

Robson Ventura-31.mar.12/Folhapress
O técnico Luiz Felipe Scolari durante partida contra o Mirassol, no Pacaembu
O técnico Luiz Felipe Scolari durante partida contra o Mirassol, no Pacaembu

Os contratos de ambos também terminam em dezembro deste ano. Dorival Jr., sobrinho do ídolo palmeirense Dudu e ex-jogador do Palmeiras nos anos 90, disputa a Libertadores.

A diretoria palmeirense soube que Falcão entende ter dívida com a cúpula do Bahia pela oportunidade dada de prosseguir com a carreira que deseja, de treinador, após saída tumultuada do Inter. Não houve contato oficial com nenhum dos dois técnicos.

“Há desgaste. Um treinador com carreira bonita como o Luiz Felipe Scolari deve estar incomodado com os resultados”, disse o vice de futebol Roberto Frizzo. “Mas não vamos falar de x, y ou z.”

A multa do treinador é reduzida mensalmente, já que é atrelada ao fim do acordo. Hoje, custaria cerca de R$ 1,3 milhão, mais encargos trabalhistas. Bem menos do que os R$ 5 milhões de quando foi contratado, em julho de 2010.

ELEIÇÃO

Scolari disse que não há crise no Palmeiras e atribui as informações à antecipação do processo eleitoral no clube. A escolha do novo presidente será no início de 2013.

“Tem gente no Palmeiras, neste momento, que está preocupada com a eleição e quer tumultuar. Não pensa no clube, mas no bem próprio”, disse Scolari após o empate ante o Comercial, anteontem.

Por meio de sua assessoria, avisou que não pensa em sair agora e que o único que pode decidir seu futuro é Tirone, com quem tem bom relacionamento. Ele desconhece que o clube já cogite nomes para substituí-lo.

O empate de anteontem, com o time atuando por 44 minutos com dois a mais, fez crescer as críticas de cartolas influentes e da torcida, que chamou Scolari de “burro”.

Após o jogo, na entrada do vestiário, Tirone conversava ao pé do ouvido de Afonso Della Monica, ex-presidente do clube e principal cabo eleitoral para sua reeleição.

Mesmo que o Palmeiras caia ante o Guarani no final de semana pelo Paulista, o time ainda joga pela Copa do Brasil antes do Brasileiro, que começa em maio.

Fonte: Da Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *