Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Police Neto diz que Lula mostra mais entusiasmo com o PSD que Alckmin

Partido do prefeito Gilberto Kassab não descarta parceria com PT.
Presidente da Câmara de SP se diz descrente com aliança com PSDB.

Vereador Police Neto (Foto: Letícia Macedo/G1)
Vereador Police Neto disse que Lula manifestou
interesse pelo PSD (Foto: Letícia Macedo/G1)

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo, José Police Neto, afirmou na tarde desta terça-feira (31) que o PSD recebeu uma “manifestação de aproximação eleitoral” muito mais entusiasmada da parte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) do que do governador Geraldo Alckmin (PSDB). A afirmação acontece um dia depois de uma reunião com os líderes do partido fundado pelo prefeito Gilberto Kassab, que não descarta uma aliança com PT.

“Lula, que deixou o governo com uma popularidade de mais de 80% e elegeu seu sucessor, manifestou um desejo muito mais entusiasmado [de se aproximar do PSD] do que o governador, que acabou de receber um apoio do Kassab”, disse o presidente da Câmara, logo após reunião da Mesa Diretora, na tarde desta terça.

Quando indagado sobre a declaração de Alckmin de que o PSDB fará “um esforço” para constituir uma aliança com o PSD, Police Neto se disse descrente.

““Faremos um grande esforço para servir à população, servir à cidade de São Paulo. Essas conversas [sobre a construção de alianças para as eleições municipais] não são de governo, são partidárias, e, no que depender de nós, vamos fazer um esforço para construir uma proposta em comum e estarmos juntos [com o PSD]”, disse Alckmin nesta terça.

Segundo Police Neto, no entanto, o PSDB optou por silenciar em relação a uma proposta feita pelo PSD de lançar o vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, para a Prefeitura da capital. “Se você só faz manifestações como essa quando pressionado é porque elas não acontecem com naturalidade. Se fosse [de maneira natural], poderia ter acontecido dois meses atrás.”

Segundo Police Neto, na conversa de Lula com Kassab, que aconteceu há alguns dias, os líderes identificaram alguma “compatibilidade na leitura do desenvolvimento a longo prazo da cidade”. “[Os partidos] têm discordâncias claras, que ninguém aqui quer abstrair, na gestão das subprefeituras, na centralização de poder”, declarou.

O vereador Ítalo Cardoso (PT), que também participou da reunião da Mesa Diretora nesta tarde, não quis comentar a aproximação da legenda com o partido de Kassab. “Não vou me manifestar a respeito, porque não conheço o teor da proposta”, afirmou.

Com Do G1 SP

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *