Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Polícia prende 3 suspeitos do sequestro de irmão de deputado no AM

A Polícia Civil do Amazonas prendeu nesta terça-feira (13) três pessoas suspeitas de extorsão e sequestro do diretor-presidente da Faculdade Metropolitana de Manaus, Wellington Lins de Albuquerque, irmão do deputado federal Átila Lins (PMDB).

Outros quatro suspeitos de participar do crime estão sendo procurados.

Segundo a polícia, o empresário foi sequestrado junto com dois funcionários em seu sítio, na rodovia BR-174, zona rural de Manaus, na tarde de sábado (10).

Lins de Albuquerque foi mantido em um casebre na mesma região e libertado na noite de segunda-feira (12) mediante pagamento de resgate de R$ 1 milhão pela família.

A Polícia Civil afirmou que o caso foi mantido em sigilo por exigência da família –que negociou com os sequestradores. Na tarde de hoje, Lins de Albuquerque está em casa, prestando depoimento à polícia.

Segundo o secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Paulo Roberto Vital, sequestro com pagamento de resgate não é comum no Amazonas. Ele não descarta o envolvimento de criminosos de outros Estados. “É um fato totalmente atípico”, afirmou.

A família Lins é uma das mais tradicionais do Amazonas. Eles são proprietários da empresa Demac, que é investigada pelo Ministério Público do Amazonas por supostos desvios de verbas públicas em obras fantasmas no interior do Amazonas.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *