Willames Costa

Compromisso com a informação

Destaque Saúde

Prefeitura investe em programa de Educação Permanente e Continuada em Saúde

Seguindo a tendência nacional de especialização dos profissionais de saúde, a Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vem investido cada vez mais na formação de seus funcionários. Exemplo disso é a capacitação dos enfermeiros que atendem nas unidades de Atendimento Multiprofissional Especializado – AME Saúde da Família. Com o programa de Educação Permanente e Continuada em Saúde, que será iniciado na próxima terça-feira (13), será possível melhorar a assistência oferecida dentro das unidades, com qualificação profissional e mais especificidade na qualidade do atendimento.

O projeto tem como objetivo direcionar as ações dos enfermeiros em grandes áreas específicas de atuação. A profissão de enfermeiro possui cerca de 40 subsespecialidades, a exemplo do enfermeiro obstetra e dos enfermeiros intensivistas, portanto, especializar esses profissionais da Atenção Básica acompanha uma tendência. “A ideia do programa é usufruir das potencialidades que a profissão apresenta e das aptidões individuais de cada profissional, como uma maneira de enfrentar as dificuldades encontradas não apenas em Petrolina, mas em todo o país, com a falta de médicos, a mortalidade infantil e materna, doenças negligenciáveis, o grande número de cânceres de colo e mama, diabetes, hipertensão e outras doenças que afetam a população”, afirmou a diretora de regulação da SMS, Maria Fernanda Schoenenberger.

“Se hoje, um enfermeiro atende a uma demanda mista na unidade de saúde, após a capacitação, caso se especialize em Saúde das Mulheres, por exemplo, ele vai atender apenas os pacientes referentes a essa área de atuação”, explicou a secretária Municipal de Saúde, Lúcia Giesta. Segundo a gestora, a responsabilidade sobre determinada área de especialidade, garante melhores resultados na atenção primária. “Esse enfermeiro especialista vai obter diagnósticos mais precisos e, consequentemente, uma terapia mais eficaz”, completou.

Os profissionais serão capacitados com aulas e atividades práticas, que servirão para troca de experiências, aprendizado de novos métodos e para dissolver dúvidas acerca da sua especialidade. As aulas contarão sempre com um profissional convidado cuja experiência esteja relacionada ao tema de estudo e com os enfermeiros da especialidade na qual a atividade estiver focada. No decorrer do programa, o objetivo é promover uma sistematização das atividades de enfermagem – através de portarias específicas respeitando práticas consagradas de Enfermagem em Saúde Coletiva – para que esses profissionais possam realizar diagnósticos, intervenções, prescrever medicação e indicar tratamentos, dentro dos preceitos éticos de sua categoria e das especificidades dos usuários de Petrolina.

Cada AME Saúde da Família possui quatro Equipes de Saúde da Família (ESF) e está preparada para atender uma população de 15 mil pessoas. As equipes são formadas por um médico, um enfermeiro, um auxiliar de enfermagem e de 6 a 12 Agentes Comunitários de Saúde (ACS). Com a capacitação, cada AME terá 1 enfermeiro para Saúde da Gestante e do Bebê, 1 enfermeiro para Saúde das Mulheres, 1 enfermeiro para Saúde dos Diabéticos e dos Hipertensos e 1 enfermeiro para Saúde do Homem, Prevenção das Doenças Endêmicas e Acolhimento Populacional.

Texto: Eneida Trindade
Foto: Patrícia Telles

Com Ascom/PMP

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *