Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Premiê sofre dura derrota em legislativa parcial no Reino Unido

Os liberais-democratas conseguiram manter na quinta-feira (28) a cadeira de deputado em Eastleigh (sul), em uma dura derrota para o primeiro-ministro David Cameron, cujo partido conservador ficou apenas em terceiro lugar, atrás dos antieuropeus do pequeno partido UKIP.

Os “lib-dem” do candidato Mike Thornton receberam 13.342 votos (32,06%), seguidos pela representante do UKIP, Diane James, com 11.571 votos (27,80%) e pela conservadora Maria Hutchings, terceira com 10.559 votos (25,37%).

“Em circunstâncias excepcionalmente difíceis, a mensagem desta vitória é que podemos ser um partido de governo e seguir vencendo”, comemorou o líder dos “lib-dem”, aliado e número dois do governo, Nick Clegg.

O UKIP, um partido nacionalista, anti-imigração e antieuropeu, surpreendeu ao obter a segunda posição, capitalizando o desencanto dos eleitores.

A eleição parcial em Eastleigh foi provocada pela renúncia em 5 de fevereiro do deputado e ex-ministro “lib-dem” Chris Huhne, que se declarou culpado de ter atribuído a sua mulher excessos de velocidade que ele mesmo cometeu.

O premiê britânico, David Cameron (Foto: AP)
O premiê britânico, David Cameron (Foto: AP)

Os liberais-democratas também estavam afetados por um escândalo de suposto assédio sexual. Várias mulheres acusaram um antigo dirigente do partido – que nega os fatos – de atos indecentes entre 2003 e 2007.

Assim, a vitória dos “lib-dem” é considerada um verdadeiro alívio para o partido, coligado com os conservadores no governo, segundo os analistas.

Cameron tentou minimizar a derrota dos conservadores e se mostrou confiante na capacidade de seu partido obter apoio dos britânicos nas próximas eleições gerais de 2015.

Da AFP

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *