Willames Costa

Compromisso com a informação

Destaque

Programa Bioma apresenta resultado final dos trabalhos de pesquisa durante seminário

O secretário de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente de Juazeiro, Agnaldo Meira participou nesta terça-feira (21), no auditório da Câmara de Vereadores em Juazeiro, do V Seminário Bioma Caatinga, que teve como objetivo apresentar o final dos trabalhos de pesquisas realizados pela Markestrat e G-Public (empresas responsáveis pela consultoria do projeto) nos cinco municípios que integram o programa.

Estiveram presentes prefeitos, membros de associações e produtores de Casa Nova, Remanso, Uauá, Curaçá e Juazeiro; além de representantes da EBDA, Banco do Nordeste, Banco do Brasil, ADAB, ACCOSSF, dentre outros. Durante o encontro José Carlos Júnior, coordenador executivo da Markestrat falou sobre o que foi construído nas cinco oficinas, e que dará base aos trabalhos futuros. “Já realizamos os pontos iniciais do programa como o mapeamento e a detecção das principais necessidades estruturais de cada localidade. A partir de março começaremos a operacionalizar todo o trabalho prático, faremos a articulação institucional e politica na busca de verbas para concretizar as demandas mais relevantes”, informou.

De acordo com os pesquisadores, os cinco municípios do programa juntos tem movimentado mais de R$228 milhões, dados que só vem a confirmar a importância econômica da região para o país. “Já sabíamos dessa importância, o que muda agora é que somos conhecedores dos reais problemas e de como poderemos solucioná-los. Temos dados detalhados de um trabalho feito em conjunto com os principais atores dessa história; os moradores e produtores das localidades; agora nós podemos agir de uma forma mais objetiva e acertada”, observou Robério Araújo secretário geral do comitê estadual do programa.

Para Armando Soares, superintendente do Banco do Brasil o trabalho tem que ser contínuo e o sertanejo tem uma importância fundamental para o seu sucesso. “Vamos criar meios para que as coisas se organizem e para mudarmos essa visão distorcida da caatinga, através de um trabalho conjunto e contínuo. Hoje estamos felizes porque após dois anos do início do programa, o estado da Bahia é o mais adiantado dos nove estados nordestinos que também realizam o projeto; ninguém possui as informações que nós já adquirimos; isso é um grande orgulho para todos que estão aqui”, disse, informando ainda, que o projeto completo estará disponível em breve para a população.

Ao final do encontro o secretário de Agricultura, Agnaldo Meira declarou a satisfação da prefeitura de Juazeiro em fazer parte de um programa tão importante para região e felicitou a todos pela conclusão de uma etapa tão decisiva para o sucesso do projeto. “Sei que os desafios são grandes, mas quero registrar que em Juazeiro conseguimos melhorar e potencializar a cadeia caprina e ovina, através das feiras de Pinhões e Massaroca. Hoje temos o orgulho de perceber que o setor tem uma significância considerável em nossa região, e o nosso desafio é envolver cada vez mais todos os órgãos. Quero parabenizar todas as pessoas que contribuíram direta e indiretamente com a pesquisa e agora vamos dar andamento divulgando a pesquisa”, declarou.

Por Lene Radina/Seadruma

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *