Willames Costa

Compromisso com a informação

Política

PT impõe rodízio de candidaturas e limita reeleição no Congresso

O PT limitou neste sábado o direito de seus filiados de disputar eleições seguidas para o Congresso. Agora, os petistas terão que obedecer a um rodízio e só poderão exercer três mandatos seguidos de deputado ou dois de senador.

A mudança, vista como uma “revolução” da base petista contra a elite da sigla, foi proposta por militantes insatisfeitos com a falta de renovação na representação parlamentar da sigla.

Petistas criam regra para dificultar realização de prévias
PT aprova cota de 50% de mulheres na direção partidária
PT afrouxa regra de arrecadação para aumentar filiados
PT aprova texto que ataca mídia e prevê candidaturas próprias
PT resiste em ampliar cota de mulheres

Eles aprovaram a ideia no sábado à noite, quando a maioria dos dirigentes já tinha deixado o encontro da sigla, que termina hoje em Brasília. A regra foi incorporada ao estatuto do PT, e a contagem de mandatos começa nas eleições de 2014.

Se valesse hoje, tiraria o cargo de vários caciques do partido, como o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), que exerce o quinto mandato na Câmara, e o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), há três legislaturas no Senado.

Os petistas também aprovaram cotas que reservam a maioria dos cargos de direção partidária para mulheres (50%), jovens (20%) e minorias raciais (20%).

Fonte: Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *