Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Queda de árvore mata mãe e filho durante chuva em Rio Pardo

Na noite de quinta, choveu o equivalente a 98 milímetros, de acordo com os bombeiros Foto: Ketlin Schnepfleitner/divulgação
Na noite de quinta, choveu o equivalente a 98 milímetros, de acordo com os bombeiros
Foto: Ketlin Schnepfleitner/divulgação

Uma jovem de 21 anos e o filho de 3 morreram atingidos por uma árvore de grande porte, no Jardim Boa Vista, em Rio Pardo, a 151 km de Porto Alegre, na noite desta quarta-feira (14).

A queda da árvore ocorreu durante uma chuva com granizo e fortes ventos que atingiu a cidade, por volta das 21h30.

Katiuscia Severo de Oliveira e o filho Eduardo de Oliveira estavam na cama quando a casa de madeira onde moravam foi atingida pela árvore. O imóvel, localizado na rua Ari Poeta, ficou totalmente destruído, segundo o Corpo de Bombeiros.

Ao ver Katiuscia sob os escombros, o irmão foi a pé ao batalhão do Corpo de Bombeiros pedir ajuda. Ele disse aos bombeiros que a irmã estava gritando embaixo dos escombros.

A mãe e o filho já estava mortos quando os bombeiros conseguiram retirá-los do local.

No mesmo quintal onde morava as vítimas, os bombeiros retiraram uma família de outra casa que corria risco de desabamento.

Segundo os bombeiros, ao menos 2.000 casas foram destelhadas pelo granizo ou tiveram o telhado arrancado pelos fortes ventos. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estão ajudando os moradores distribuindo lonas e retirando árvores caídas.

Nem mesmo o quartel dos bombeiros, no Jardim Boa Vista, escapou dos estragos causados pela chuva. As pedras de granizo danificaram o telhado da corporação.

A maior parte da cidade está sem energia elétrica, inclusive o quartel dos bombeiros, devido a queda de grande número de postes. Os bombeiros estimam que ao menos 50 árvores caíram na cidade.

Desde a última sexta-feira (9) a cidade sofre com as fortes chuvas que atingem a região e provocaram inundações. Os bombeiros informaram que nesta quarta (14) o nível da água na cidade estava 12 metros acima do normal.

Na noite de quinta (14), tinha chovido o equivalente a 98 milímetros, de acordo com os bombeiros.

Da Folhapress

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *