Willames Costa

Compromisso com a informação

Bahia Juazeiro

Representantes da Prefeitura de Juazeiro participam de reunião no 72° BI em Petrolina

Representando o prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, o diretor do SAAE, Joaquim Neto, o gerente de divisão de interior, José Inaldo do Nascimento, e representantes da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (SEADRUMA), Geraldo Araújo e Manoel Costa, participaram nesta quinta-feira (03), de uma reunião no 72° Batalhão de Infantaria Motorizado de Petrolina. O objetivo do encontro era mostrar a sistemática de funcionamento, medidas de coordenação e controle do Programa de Distribuição Emergencial de Água Potável no Médio São Francisco (conhecida como Operação Pipa).

Essa Operação faz parte de um Programa do Governo Federal, que por intermédio do Ministério da Integração Nacional e Ministério da Defesa Civil repassa os recursos necessários para o Exército que é o coordenador do Programa nos municípios de Juazeiro e Petrolina.

“O Programa atende a 38 municípios da Bahia e Pernambuco. A Operação ainda não foi iniciada, porque o recurso ainda não chegou à sua totalidade. Mas essa reunião teve a finalidade de apresentar aos prefeitos o planejamento de como o Exército irá atuar na Operação. Pedimos às prefeituras que atualizassem os cadastros de todas as regiões que serão contempladas pelo Programa”, disse o Tenente Coronel, James Corlet dos Santos.

De acordo com diretor do SAAE, Joaquim Neto, o órgão é parceiro do Exército

e tem disponibilizado mananciais para a captação de água. “Estamos realmente preocupados com o longo período de estiagem que atinge nossa região, mas a autarquia tem realizado um trabalho efetivo no interior, realizando a troca de bombas submersas em poços artesianos; construimos adutoras para o abastecimento de água, a exemplo do distrito de Jatobá; recuperamos mais de 200 cataventos; além de estarmos com oito carros pipas distribuindo água para a população do interior”, explicou Neto.

Fonte: Por Luzete Nobre/ SAAE   

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *