Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Scolari pede paciência e compara Palmeiras a casamento

Desde que voltou ao Palmeiras no ano passado, o treinador Luiz Felipe Scolari tem convivido com inúmeros problemas, quase que semanais, ora com a direção do clube ora com a torcida.

Após a vitória sobre o Ceará por 1 a 0 na noite desta quinta-feira, Scolari voltou a falar sobre o momento vivido dentro do clube. E pediu paciência para seguir o seu trabalho de maneira tranquila.

“O Palmeiras, de um ano para cá, passou por muitas mudanças. Os investimentos foram feitos de forma pequena para que as dívidas de pagamentos fossem sanadas”, começou a justificar para, depois, completar. “Quando se indica um jogador da Série B, que ganha 10% [do que os outros ganham], a direção e a torcida têm que entender e ter paciência”, argumentou o comandante alviverde.

Almeida Rocha – 22.set.11/Folhapress
Luiz Felipe Scolari orienta o time contra o Ceará, no Canindé
Luiz Felipe Scolari orienta o time contra o Ceará, no Canindé

Depois ele arrematou comparado o Palmeiras a um casamento, como já fez em outras ocasiões.

“Já que tu falaste em casamento. Tem dias que é inevitável não brigar. Sou casado há 38 anos e tem dia que a gente briga. Acorda com uma mulher sem pintura para ver”, disse, arrancando risos dos presentes na sala de entrevista coletiva.

Depois, instado a fazer uma comparação sobre qual tipo de mulher seria o Palmeiras, Scolari não teve dúvidas e disparou.

“Ah, o Palmeiras tem dia que é um diabinho, sem pintura e sem plástica”, concluiu.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *