Willames Costa

Compromisso com a informação

Destaque

SEADRUMA propõe ação conjunta de fiscalização ambiental em Juazeiro

O secretário de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Agnaldo Meira esteve reunido nesta terça-feira (6), na sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) em Juazeiro com representantes do IBAMA e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) com o objetivo de propor um trabalho conjunto de fiscalização ambiental entre a prefeitura e os órgãos presentes.

Durante o encontro ficou definido a realização mensal de serviços fiscais em conjunto no município. “O que pretendemos é realizar ações padronizadas e andarmos de mãos dadas no processo fiscal, uma harmonia entre os órgãos que dará agilidade e força ao trabalho”, observou Juraci Meira, Chefe da Unidade do IBAMA.

Na ocasião foi apontada pelos presentes dificuldades de algumas empresas em seguirem as condicionantes impostas mediante a licença ambiental. “Todos são orientados e no momento do pedido recebem um checklist com as determinações necessárias para que a obra, empresa ou serviço não cause danos ao meio ambiente, mas infelizmente alguns insistem em não cumprir. Por isso o trabalho da fiscalização precisa ser cada vez mais acirrado”, colocou Walter Guerra Filho, coordenador geral do INEMA.

Vale salientar que o poder do município relativo às questões ambientais é determinado pelo estado. “Acredito que agora com essa proposta firmada, os trabalhos desenvolvidos pelos três órgãos terão mais êxito. A secretaria dará continuidade aos trabalhos processuais, de licença e fiscal com a mesma agilidade e periodicidade que já vem realizando, e uma vez por mês estaremos unidos ao IBAMA e INEMA para dar força a todo o processo”, declarou o secretário Agnaldo Meira.

Ao final do encontro ficou acordado pelos órgãos presentes propor ao Ministério Público e órgãos ambientais dos municípios de Juazeiro e Petrolina uma reunião a ser realizada em março de 2012. “Precisamos afinar o que discutimos hoje com todos os órgãos que integram ou contribuem de alguma forma com a questão ambiental, como existem muitos processos que englobam as duas cidades, nada mais sensato que estender essa discussão à Petrolina”, Informou Meira.

Por Lene Radina/Seadruma

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *