Willames Costa

Compromisso com a informação

Especiais

Síria: após trégua humanitária, começa evacuação de bairros de Homs

Civil caminha em meio aos escombros de prédios atingidos durante confronto entre rebeldes e forças do governo, em Homs Foto: Reuters
Civil caminha em meio aos escombros de prédios atingidos durante confronto entre rebeldes e forças do governo, em Homs
Foto: Reuters

evacuação dos civis dos bairros que estão cercados na cidade de Homs, no centro da Síria, começou nesta sexta-feira, conforme combinado pelo acordo humanitário feito entre o regime e os opositores, segundo a televisão oficial síria.

A emissora explicou que a saída dos cidadãos se desenvolve em cooperação com a ONU, que mandou uma equipe ao bairro de Al-Qarabis para facilitar a saída dos civis. Também participam da ação soldados do exército sírio.

O porta-voz do Escritório de Ajuda Humanitária das Nações Unidas, Jens Laerke, em Genebra, confirmou com extrema prudência a participação da ONU na trégua humanitária que permitirá a saída dos civis dos bairros cercados, porém negou as afirmações da emissora síria, esclarecendo que o acordo para a trégua humanitária foi alcançado entre as partes do conflito, e que por isso, depois, a ONU o acolheu favoravelmente.

Apesar de confirmar a participação de comboios humanitários, Laerke não revelou se os comboios já saíram de seu ponto de partida, apenas disse acreditar na chegada ao centro antigo de Homs neste sábado.

Mesquita de Homs danificada após conflitos que acontecem em toda a Síria Foto: Reuters
Mesquita de Homs danificada após conflitos que acontecem em toda a Síria
Foto: Reuters

Duzentas pessoas 
Em entrevista à agência de notícias estatal “Sana”, o governador de Homs, Talal al-Barazi, espera que primeiro saia um grupo de 200 civis do bairro de Yuret al Shiah em direção ao distrito de Al Mimas.

O Crescente Vermelho Árabe da Síria já tem ambulâncias preparadas para os que decidirem deixar a Cidade Velha de Homs. Um paciente já foi transportado para tratamento urgente, o primeiro de 200 outros que devem deixar a cidade sitiada, afirmou o Comitê Internacional do Cruz Vermelha nesta sexta-feira.

Segundo a imprensa oficial, o centro velho de Homs está cercado há seis meses, quando “grupos armados terroristas” se infiltraram no local. No entanto, ativistas asseguram que o cerco dos rebeldes aos bairros dura mais de 18 meses.

Mediador da ONU para as negociações de paz da Síria, Lakhdar Brahimi, durante coletiva de imprensa na sede da ONU, em Genebra Foto: Jamal Saidi / Reuters
Mediador da ONU para as negociações de paz da Síria, Lakhdar Brahimi, durante coletiva de imprensa na sede da ONU, em Genebra
Foto: Jamal Saidi / Reuters

Ainda não se sabe o número exato de civis que permanecem no local e quesobrevivem praticamente sem comida e remédios.

Primeira rodada 
A evacuação foi anunciada durante a primeira rodada da conferência de paz de Genebra, entre 22 e 31 de janeiro, onde se sentaram pela primeira vez na mesma mesa representantes do regime e da oposição, com a mediação do enviado da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi.

O governo sírio confirmou hoje sua participação na segunda rodada de negociações, prevista para começar a partir de segunda-feira.

(Com informações das agências EFE e Reuters)

Fonte: Terra

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *