Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Sobe para 18 o nº de cidades de MG em estado de emergência

Subiu para 18 o número de cidades que decretaram situação de emergência em Minas Gerais em decorrência das chuvas que atingem o Estado há mais de um mês. De acordo com balanço divulgado hoje pela Defesa Civil, os três últimos municípios a decretarem amergência foram Florestal, Acaiaca e Barra Longa.

Leia mais notícias sobre as chuvas

Em Acaiaca, o rio do Carmo transbordou ontem (17), inundando casas e lojas em toda a área do centro da cidade, segundo a Defesa Civil. As chuvas também causaram enxurradas que atingiram prédios públicos e avenidas da cidade. Ao menos 159 pessoas estão desalojadas e outras 37 desabrigadas na cidade, além de residências danificadas.

Em Florestal, as chuvas provocaram a elevação do nível do ribeirão do Camarão, que transbordou provocando a inundação de casas e comprometendo o sistema de captação de água da Copasa. Ao menos, dez famílias tiveram que deixar suas casas e foram encaminhadas para uma escola que está funcionando como abrigo.

Já em Barra Longa, o nível do do Rio do Carmo também se elevou e destruiu pontes e estradas vicinais que dão acesso a várias comunidades do município. Ao menos 85 pessoas tiveram que deixar suas casas.

Desde o início das chuvas, duas pessoas morreram. Poliane Alves de Oliveira, 27, identificada na última terça-feira, morreu vítima de afogamento. A outra vítima é Edmardo Pereira, 43, morto em outubro, em Reduto, após ser atingido por uma árvore que caiu. Outras quatro pessoas ficaram feridas.

Há ainda um total de 459 pessoas desalojadas e 30 desabrigadas. Segundo o boletim da Defesa Civil, 1.409 casas foram danificadas e 38 estão destruídas.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *