Willames Costa

Compromisso com a informação

Garanhuns Pernambuco

Suspeitos de canibalismo afirmam ter matado mais 5, diz Promotoria

Reprodução/TV Folha

As três pessoas presas em Garanhuns (PE) sob suspeita de matar ao menos três mulheres e comer partes de seus corpos contaram à polícia que assassinaram mais cinco pessoas, em Recife.

Polícia acha ossos em casa onde moravam suspeitos de canibalismo
Polícia vai investigar se suspeitos de canibalismo agiram na PB
Vizinho acha suposto diário de trio suspeito de canibalismo

A informação é do promotor de Justiça de Garanhuns Itapuan Vasconcelos Sobral Filho. Segundo ele, a confissão está no inquérito aberto pela Polícia Civil na cidade e foi repassada para investigação na capital.

“Eles citaram nomes de mulheres, como Iolanda e Fabíola, além de Jéssica, que seria a mãe da criança de cinco anos que vivia com o trio”, disse o promotor.

Dois corpos mutilados de mulheres já foram encontrados enterrados na casa onde o grupo morava, em Garanhuns. Pedaços de ossos que podem ser de Jéssica também foram localizados em uma casa onde eles viveram, em Olinda.

A polícia também investiga denúncias de desaparecimento de pessoas ligadas ao grupo na Paraíba.

O promotor pediu a prisão preventiva do trio e ofereceu denúncia contra eles pela morte das duas vítimas assassinadas em Garanhuns, Alexandra Falcão e Giselly Helena da Silva. A Justiça acatou o pedido.

Os acusados, Isabel Cristina Torreão Pires da Silveira, 51, o marido dela, Jorge Negromonte da Silveira, 51, e o amante dele, Bruna Cristina Oliveira da Silva, 25, respondem agora por duplo homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáveres, furto, estelionato e falsidade ideológica.

Os três continuam presos e não podem ser entrevistados. A Folha não identificou seus representantes legais.

Fonte: Da Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *