Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Vaticano anuncia programa de Bento XVI no México e em Cuba

Pontífice visitará os dois países entre os dias 23 e 29 de março.
Papa mandará mensagem a bispos e pode ter encontro com Fidel Castro.

O Papa Bento XVI liberta pomba após oração dominical na Praça São Pedro, no Vaticano, no último dia 29 (Foto: Gabriel Bouys / AFP)
O Papa Bento XVI liberta pomba após oração
dominical na Praça São Pedro, no Vaticano, no
último dia 29 (Foto: Gabriel Bouys / AFP)

O Vaticano anunciou nesta terça-feira (31) o programa oficial da viagem do Papa Bento XVI ao México e a Cuba, de 23 a 29 de março, que prevê pausas de descanso, consideradas necessárias para um homem de 84 anos, entre discursos e deslocamentos.

O Papa insiste em realizar a viagem, apesar de fatigante, para manter um contato direto com milhões de católicos de língua espanhola, depois de tê-lo feito com os fiéis de idioma português, quando visitou o Brasil em 2007.

Segundo o programa oficial da 23ª viagem de Bento XVI, o Papa desembarcará no aeroporto internacional de Guanajuato, proveniente de Roma, na sexta-feira, 23 de março.

O Santo Padre será recebido pelo presidente do México, Felipe Calderón, não estando previsto nenhum outro encontro oficial até a tarde de sábado, permitindo um tempo para se recuperar e se adaptar ao fuso horário.

No sábado 24 de março, Calderón vai recepcioná-lo na cidade de Guanajuato, não na capital mexicana, uma vez que a altitude poderá afetar sua saúde.

Nesse mesmo dia, saudará crianças e fiéis, na Praça da Paz, em Guanajuato.

Na manhã do domingo 25, Bento XVI celebrará missa no Parque Bicentenário, na mesma região, participando do terço à tarde, na catedral de León, na véspera de uma mensagem aos bispos da América Latina e do Caribe.

Na segunda-feira, 26 de março, Bento XVI partirá em direção a Santiago de Cuba (sudeste), para uma visita de dois dias, sendo recebido pelo presidente Raúl Castro.

O pontífice celebrará no dia seguinte a primeira das duas missas na ilha, dedicada aos 400 anos da aparição da imagem da Virgem da Caridade do Cobre, padroeira nacional.

Na terça-feira, o Papa vai se recolher para orações no santuário da Virgem, a alguns quilômetros a noroeste de Santiago. Em seguida, partirá para Havana, onde será recepcionado pelo cardeal Jaime Ortega.

Na capital cubana, poderá se encontrar com o líder Fidel Castro.

A segunda missa em Cuba está prevista para a quarta-feira, dia 28, último dia da visita pontifical, na Praça da Revolução de Havana.

Da France Presse

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *