Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Washington avalia se permite entrada de Saleh nos EUA

Os Estados Unidos estão considerando o pedido do ditador do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, de entrada no país, embora só concederão a ele uma autorização por motivos médicos legítimos, afirmou nesta segunda-feira um alto funcionário americano.

As autoridades também informaram que o principal assessor antiterrorista do presidente americano, Barack Obama, John Brennan, convocou no domingo o vice-preisdente iemenita, Abdrabuh Mansur Hadi, para pedir a ele a “máxima moderação” depois que as forças que apoiam Saleh mataram 13 manifestantes.

Saleh, que prometeu sair do poder após as eleições presidenciais de fevereiro, disse no sábado (24) que queria viajar aos EUA, embora tenha informado que não buscava tratamento para os ferimentos sofridos em um ataque contra o seu palácio no mês de junho.

No entanto, um importante funcionário americano disse nesta segunda-feira que o gabinete de Saleh contatou a embaixada dos EUA em Sanaa e afirmou que o presidente quer viajar para as terras americanas para receber “tratamento médico especializado”.

“O pedido para que o ditador Saleh viaje aos EUA está atualmente sob consideração”, disse a fonte oficial sem se identificar. “O único motivo pelo qual seria aprovada uma viagem seria por motivos de saúde legítimos”.

DA FRANCE PRESSE, EM WASHINGTON

1 COMMENTS

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *